Morre
de ter ousado
na água amar o fogo.
Eugénio de Andrade

Sem comentários: